As mudanças ocorridas na rotina diária entre pais e filhos pequenos

As mudanças ocorridas na rotina diária entre pais e filhos pequenos

A pandemia não mudou a rotina não só das crianças, mas dos pais que ficam estressados por trabalhar em casa e cuidar dos filhos sem uma ajuda externa. Sem isso, o controle emocional de pais fica mais difícil. Além de estarem muitos desgastados e cansados, muitos recebiam ajuda das creches para desmamar e desfraldar os filhos, mas em meio à pandemia do novo coronavírus isso mudou.

As tarefas aumentaram durante o período. E como a criança requer atenção, pede para brincar, para mamar, tem a alimentação, tudo é muito diferente. Muitas crianças que iam para a creche, ficavam com amigos e lá criavam novos vínculos sociais e gastavam mais energia durante o dia.

Recomendações:

1. Para a amamentação

A recomendação é manter o aleitamento materno até os 2 anos ou mais e que a orientação não mudou por causa da pandemia. A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou em documento científico publicado em junho que mesmo mães infectadas ou com suspeita de infecção devem amamentar, tendo em vista que os benefícios da amamentação superam os possíveis riscos de infecção pelo vírus. Até o momento, segundo a entidade, a transmissão pelo leite materno ainda não foi detectada.

2. Sobre a chupeta

Os pediatras afirmam que a chupeta não precisa ser colocada e, se a criança usar, deve ser tirada o quanto antes, porque causa problemas de oclusão dental, respiratórios e mastigatórios.

3. No caso do desfralde

O processo não ocorre de maneira imediata e a criança precisa alcançar habilidades para que consiga deixar de usar fraldas. É necessário, segundo o médico, que a criança passe por três fases (Reconhecer que sujou a fralda / Saber que está fazendo e segurar / Querer saber o que deve fazer).

Isso acontece por volta dos 2, 3 anos. O desfralde precoce pode resultar em prisão de ventre e, no caso das meninas, infecção urinária de repetição.

É preciso ter muita clareza de como está o desenvolvimento da criança e se os pais estão inseguros, eles devem pensar que, em momento de estresse, não se toma decisão drástica. Se estiver muito sobrecarregado e não vai ter paciência, tem de saber que é um processo, não vai ser do dia para a noite.

É recomendado por médicos e especialistas que os pais utilizem o período de tanta proximidade, criado pela quarentena do novo coronavírus, para criar memórias afetivas positivas e não só focar no estresse. Pegar fotos antigas, conversar com a criança, ler um livro de histórias. Dedicar doses diárias de atenção e afeto.

O ASSIM SAÚDE reforça a importância dos cuidados com a saúde.


Publicado em Saúde | em 06 de Novembro de 2020

Compartilhe


Deixe o seu comentário



Posts recomendados



Calcule seu IMC


Arquivos


Curta o VIVA ASSIM




SIGA O BLOG VIVA ASSIM

Receba os melhores conteúdos e novidades

ASSIM SAÚDE